Escolhas durante a obra em apartamento comprado na planta

Quando se compra apartamento na planta, é comum a construtora oferecer possibilidades de personalização da unidade, tanto no tamanho e disposição de ambientes em planta quanto nos revestimentos e acabamentos, alterações a serem executadas durante a construção do empreendimento.

As opções de planta podem incluir posições de paredes dos dormitórios, por exemplo, deixando o espaço já configurado para a situação de 'sala expandida' - quando abrimos um dos dormitórios para ampliar a área social. Então, se abrir mão ou diminuir um dos quartos é uma alteração que você sabe que te atenderá melhor, você evita que sejam construídas paredes que serão demolidas numa reforma assim que receber as chaves, gerando desperdício de material, energia, tempo e dinheiro!

O mesmo se aplica em relação aos acabamentos, as construtoras costumam entregar as áreas molhadas (banheiros, cozinha, lavanderia) com revestimento, louças e pedras de bancada. Depende do padrão do empreendimento, mas em geral, serão entregues com material mais básico.

Novamente, se você já sabe que vai querer algo mais sofisticado, diferenciado - que, inclusive, valoriza o imóvel - vai fazer uma obra no apartamento novo para substituir esses itens! E, mesmo que sejam retirados com cuidado e encaminhados para doação, ainda assim há esse 'gasto duplo' de material e geração de entulho.


Personalizar tudo do seu apartamento já na construção e recebê-lo pronto para entrar com o mobiliário, sem necessidade de obras e ajustes em paredes, revestimentos, iluminação, etc... pode parecer o 'mundo ideal' mas, por demandar uma logística especial por parte da construtora, é uma comodidade que pode ter custo muito elevado e ainda não é usual na maioria dos empreendimentos imobiliários.

O que acontece, em geral, é a construtora oferecer algumas opções pré-definidas de alterações de planta, pacotes de upgrade nos revestimentos, louças e pedras e também de piso para as áreas que seriam entregues sem piso (salas, dormitórios e afins). Execução de infraestrutura para ar condicionado também costuma constar dos pacotes de upgrade oferecidos.


Adiantar algumas dessas alterações na sua unidade pode ser vantajoso, mas para viabilizar que sejam feitas dentro do cronograma da obra do prédio, você será chamado a fazer essas escolhas bastante tempo antes da data prevista para entrega das chaves. E é aí que, caso ainda não tenha pensado no projeto de interiores para a 'casa nova', você pode ser pego 'desprevenido' e não se sentir seguro para tomar tantas decisões.

Vou compartilhar aqui a linha de pensamento que eu uso para ajudar os clientes que chegam por aqui com esse tipo de questão. Claro que cada caso é um caso, mas esses são bons pontos para levar em consideração se você ainda não tem um projeto:


Começando pela distribuição e tamanho dos ambientes, alguma das opções de planta oferecidas te atende completamente? Ou você provavelmente ainda vai mudar paredes quando receber o apartamento?

Integrar varanda à sala, por exemplo, é um modificação que a construtora não vai poder antecipar, porque precisará entregar o imóvel com vedações externas (as janelas e portas-balcão instaladas).

Aliás, antes de pensar em mudanças de paredes, se informe se o método construtivo utilizado não é o de alvenaria estrutural, pois ele elimina a possibilidade de quebrar paredes (!!)

Se nenhuma opção de planta da construtora te atende por completo, e esse tipo de alteração não acarretar custo extra, recomendo optar pela distribuição que mais se aproximar do ideal, para tentar minimizar o entulho e desperdício de recursos na hora de reformar o apartamento recém entregue.


Com relação a definição dos acabamentos, é usual que sejam oferecidas opções de piso para as 'áreas secas', fazendo com que o apartamento seja entregue mais 'pronto pra morar'. Esse piso terá seu valor cobrado a parte e precisa ser avaliado caso a caso se sai mais caro ou mais barato do que comprar e mandar instalar por conta própria.

Receber o apê com o piso pronto economiza tempo! Pode ser uma boa... PORÉM se você vai mudar paredes eu recomendo que você resista à tentação de 'adiantar' essa etapa porque a chance de ter problema com emendas no piso ao integrar os ambientes é enorme e não compensa a possível economia. Melhor receber o piso 'no osso' e fazer o revestimento todo de uma vez só.


As áreas molhadas já são entregues 'prontas para uso', normalmente com materiais mais básicos e você já pagou por esses itens, no preço do imóvel.

Mas vamos imaginar que o granito da bancada seja um que você não gosta, a cuba da pia muito pequena ou simplesmente não tenha a cara que você imaginou para a sonhada casa nova... se você for substituir esses itens depois de instalados, vai gastar $ duplamente.

Então, se você não tem um plano de reforma mais especifica para esses ambientes (projeto de integrar a cozinha à área social, fazer um ambiente gourmet, por exemplo) recomendo que olhe com carinho os kits de revestimentos e louças mais bacanas que a construtora oferecer, mesmo pagando um valor a mais, pode valer a pena (em tempo, $ e responsabilidade ambiental)


Com essas dicas, você consegue minimizar retrabalhos e gastos em duplicidade quando receber o apartamento e quiser deixá-lo do seu jeito.

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • Pinterest Social Icon